Pontal recebe mutirão de combate ao mosquito da Dengue

Pontal do Ipiranga e Povoação recebem, durante a semana, mutirão de combate ao mosquito da Dengue. A ação é organizada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e conta também com a conscientização da população local.

Além do combate e conscientização, a mobilização consiste também num mutirão de limpeza para acabar com possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti.

Cerca de 30 agentes de combate a endemias visitam as casas e conversam com os moradores sobre a necessidade de acabar com os focos do transmissor de três doenças graves: zika, dengue e chikungunya.

Folhetos informativos sobre os perigos do mosquito e as formas de combatê-lo também serão entregues aos proprietários dos imóveis.

Pontal recebe mutirão de combate ao mosquito da Dengue até o dia 11

O mutirão acontece de segunda até a próxima quarta-feira (11) no Pontal do Ipiranga e de quinta a sexta-feira (13) no distrito de Povoação e é liderado pela Superintendente de Vigilância em Saúde da Prefeitura, Dóris Schimidt Corona.

Na primeira semana do ano, o prefeito Guerino Zanon determinou a limpeza do acúmulo de lixo nas praias da cidade e um mesmo mutirão da secretaria municipal de Obras atua nos bairros da sede do município retirando entulhos e lixo das ruas e avenidas.

A ação também contribui para a eliminação de possíveis focos do Aedes aegipty.

“O mosquito ficou especialista no convívio com as pessoas e, se tem um foco perto de você, é preciso eliminá-lo”, ressaltou Dóris.

Ela orientou os moradores a guardarem o lixo em suas casas e esperar o horário do carro de lixo passar para colocar do lado de fora. Isso evita a formação de focos do mosquito transmissor.

“Uma simples tampinha de garrafa com água acumulada tem milhares de ovos que vão virar larva e depois mosquito. Portanto, todo o cuidado é pouco”, explicou a Chefe da Vigilância Epidemiológica.

O combate principal é com a larva na água. Quando o mosquito está formado e começa a voar fica mais difícil combater e muitos deles já estão resistentes a certos inseticidas.

mutirão de combate ao mosquito da Dengue no Pontal e Povoação

Nos primeiros dias de janeiro deste ano, a Secretaria de Saúde registrou apenas quatro notificações de dengue no município e não houve registro até então de casos de zika vírus ou da febre chikungunya.

No decorrer de 2016, a secretaria municipal de Saúde teve 1.843 registros de dengue com 318 confirmações e 43 casos de zika vírus com nenhuma confirmação.

Os 15 casos de febre chikungunya com três (03) confirmações foram registrados em pacientes que haviam retornado de férias de estados do Nordeste.

Sintomas

A dengue e a chikungunya têm sintomas e sinais parecidos, enquanto a dengue se destaca pelas dores nos corpo, a chikungunya se destaca por dores e inchaço nas articulações. Já a zika se destaca por uma febre mais baixa (ou ausência de febre), muitas manchas na pele e coceira no corpo.

Dengue

O primeiro sintoma da dengue é a febre alta, entre 39° e 40°C. Tem início repentino e geralmente dura de 2 a 7 dias, acompanhada de dor de cabeça, dores no corpo e articulações, prostração, fraqueza, dor atrás dos olhos, erupção e coceira no corpo. Pode haver perda de peso, náuseas e vômitos.

Chikungunya

Apresenta sintomas como febre alta, dor muscular e nas articulações, dor de cabeça e exantema (erupção na pele). Os sinais costumam durar de 3 a 10 dias.

Zika

Tem como principal sintoma o exantema (erupção na pele) com coceira, febre baixa (ou ausência de febre), olhos vermelhos sem secreção ou coceira, dor nas articulações, dor nos músculos e dor de cabeça. Normalmente os sintomas desaparecem após 3 a 7 dias.

A orientação é procurar a unidade de saúde mais próxima ao perceber qualquer um dos sintomas das três doenças.

Fonte: http://www.linhares.es.gov.br/Noticias/Noticias.aspx?id=6537

Pontal recebe mutirão de combate ao mosquito da Dengue
5 (100%) 1 vote
One Comment

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *